Lectio Divina

Caro leitor,

os exercícios dos homem espiritual compreendem quatro degraus: leitura (lectio), meditação (meditatio), oração (oratio) e contemplação (contemplatio).

Por estes degraus se vai da terra ao céu. Eis a Lectio Divina, esta leitura atenciosa e saborosa das Escrituras Sagradas, graças à qual homem se prepara, busca e encontra Aquele por quem sua alma aspira. Sua autenticidade reside na sincera e constante conversão daquele que se inclina humildemente e se abre (confiando-se) Àquele que nos fala através das Escrituras Sagradas: Deus. Sua graça opera em nos esta transformação, se apreendemos (para mais crer), se saboreamos (para mais amar) e se assimilamos (para mais esperar) o Caminho, a Verdade e a Vida.

escada do Paraíso – como é chamada na tradição monástica ocidental – é muito alta, duma altura incrível. A base repousa sobre a terra; o topo atravessa as nuvens e penetra as profundezas dos Céus. Destes degraus os nomes, o número, a ordem e a função são distintos. Se estudamos suas propriedades, funções e hierarquia, logo este estudo atento tornar-se-á curto e fácil, tão grandes a utilidade e a doçura (a consolação) que ela encerra.

Lectio é a leitura atenciosa (e por isso, lenta), feita por alguém aplicado (cuidadoso), das Sagradas Escrituras e dos escritos de autores espirituais idôneos.

Meditatio é a investigação cuidadosa, aplicação humildade da razão e do coração ao conhecimento dos mistérios de Deus, sempre presentes, mas latentes – ainda por se revelar, ainda por se deixar perscrutar e saborear por nós.

Oratio é a elevação do coração a Deus, falando-Lhe como se fala a um melhor amigo, respeitosa, mas livremente, para afastar o mal e obter o bem. Aqui louvamos, pedimos, agradecemos, arrependemo-nos e imploramos. E somos ouvidos e atendidos.

Então, quando Ele vem a nós e fica conosco de uma maneira nova, diferente, ou quando uma felicidade e e paz e um como calor te invadem e te alegram simplesmente porque se está na presença de Deus, ou quando você se contorce por dentro lutando ou incomodado com o que as palavras estão dizendo, ou quando você é movido a amar, é hora de uma PAUSA. Silêncio. O Senhor está falando.

Contemplatio é esta elevação em Deus da alma arrebatada na desfrutação da alegria eterna. É este encontro com Aquele que fala, além das palavras – muito além do que as palavras podem dizer. É esta como que visão… é um saber independente de palavras.

Meus lábios sussurram uma vez o nome: Senhor!… e fico ali até que Ele passe.

[23 de janeiro de 2015]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s