Surrexit Dominus vere!

ALELUIA!
O SENHOR RESSUSCITOU VERDADEIRAMENTE!
ALELUIA! ALELUIA!

DEUS ressuscitou-O, ao terceiro dia,
e permitiu-Lhe manifestar-se, 

não a todo o povo,
mas às testemunhas anteriormente designadas por DEUS,
a nós que comemos e bebemos com Ele, depois da Sua ressurreição dos mortos. 

E mandou-nos pregar ao povo
e confirmar
que Ele é que foi constituído, por DEUS,
Juiz dos vivos e dos mortos. 

É Dele que todos os profetas dão testemunho:
quem acredita Nele recebe, pelo Seu Nome, a remissão dos pecados.

(Actos 10, 40-43).

Sim, o Senhor ressuscitou verdadeiramente, pelo Seu Poder, pelo Poder de Deus. Morrendo a nossa morte, Ele destruiu a morte; ressuscitando dos mortos, Ele confirmou a nossa Fé, Ele justificou nossa Esperança, Ele manifestou a força da Caridade – que é maior que a força da morte. E Ele ainda deu-nos uma missão, a nós que fomos por Ele chamados em Sua Misericórdia a tomar parte em Seu Corpo Místico, que é a Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica, sob o Primado de Simão Pedro e seus sucessores, o Papa, Bispo de Roma; em Sua Misericórdia o Senhor nos chamou a testemunhar aquilo que Ele nos testemunhou: o mundo sobre nós não tem domínio, o demônio sobre nós não domínio, a carne sobre nós não tem domínio, a morte na verdade não domínio, e o pecado, esse aguilhão em nossa carne e em nossa alma, na verdade, não tem domínio.

Não que nós já sejamos santos. Longe disso. Mas como membros do Corpo de Cristo, beneficiários da Sua Graça, herdeiros da Sua Glória, na verdade, com o Apóstolos, sabemos que é na Fé e na Esperança que fomos justificados, pela Salvação que a morte ignominiosa do Filho de Deus, o Cristo Nosso Senhor e Redentor, na Cruz nos alcançou o Céu desde a terra, desde essa vida, desde agora, desde aqui, e por todos os séculos dos séculos.

Ele, o Caminho, a Verdade e a Vida, deixou-nos mais que um exemplo ou um modelo: Ele ficou entre nós, sob as espécies do Pão e Vinho, sacramentalmente e, assim, quis se fazer nosso verdadeiro alimento, porque Ele é nossa verdadeira vida; e nos deu acesso ao Reino de Deus, que há de vir e que já veio, em Sua Igreja, Sua Esposa por Ele santificada da Sua Santidade, pela via que Sua Virtude abriu para nós nas águas, como um dia pelas mesmas águas, abrindo-as, salvou o Povo Hebreu; pelo Batismo somos revestidos da Sua morte, imersos nela, mas com Ele, ressuscitarmos, pela Sua Virtude e Misericórdia e Graça, com Ele em Sua Gloriosa Ressurreição.

Pão? Vinho? Água? Que digo! Isso é loucura. Como é loucura! Que força há nestes elementos? Que nos pode advir de tão simples elementos?! Deus Todo-Poderoso se serviria de tão humildade, na verdade desprezíveis meios para nos alcançar bens tão divinos quanto a salvação eterna de nossa alma, a glorificação da nossa carne e nossa divinização – pela graça – em aquilo o que Ele é – por Natureza?! Quê estou a dizer!

Pois, sim…

… DEUS escolheu
o que é loucura no mundo,
para confundir os sábio;
e DEUS escolheu
o que é fraqueza no mundo,
para confundir o que é forte.

E aquilo que o mundo despreza,
acha vil e diz que não tem valor,
foi isso que DEUS escolheu
para destruir
o que o mundo pensa que é importante.

(1 Cor 1, 27-28)

Morte, onde a tua vitória?! Onde, demônio, teu império?! Minha carne, pela graça do Senhor, submete-te ao serviço do Amor, submeta-te ao Amor.

SENHOR,
não permita que eu me separe do SENHOR,
não permita que eu me volte contra a Tua graça,
mas tende piedade de mim, SENHOR, porque sou fraco
e minha virtude é vã e vil, sou um peregrino enfermo que se arrasta
em Tua via. Mas, SENHOR, eis que o SENHOR vem rompendo as distâncias,
o SENHOR vem dissipando as trevas e me trazendo à luz,
o SENHOR destrói a noite e me ilumina, o SENHOR destrói a morte
e me restitui a vida. Grande Misericórdia a Vossa, SENHOR,
tão pequeno eu sou. Piedade, SENHOR.
Ao SENHOR toda Honra, toda Glória, todo Louvor
toda Ação Graças e toda Adoração ao Ressuscitado,
meu Redentor, meu SENHOR e meu Salvador,
SENHOR meu Rei e meu Amor.

ALELUIA!
O SENHOR RESSUSCITOU VERDADEIRAMENTE!
ALELUIA! ALELUIA!

Feliz e Santa Páscoa na Glória do Senhor Jesus
e na alegria sem medida da Virgem Santíssima, Sua Mãe e nossa Mãe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s