Αγνή Παρθένε.

– I –

Ó Virgem Pura e Rainha,
Imaculada, Mãe de Deus!
Ave, Esposa Inesposada!

Mãe Virgem e Rainha,
Manto Orvalhado cobre-nos!
Ave, Esposa Inesposada!

Ó Altíssima, mais que os céus,
ó Luminosa, mais que o sol!
Ave, Esposa Inesposada!

Ó deleite dos santos virginais,
maior que os celestiais!
Ave, Esposa Inesposada!

Ó luz dos céus mais brilhante,
mais pura e radiante!
Ave, Esposa Inesposada!

Ó mais Santa e angelical,
ó Santíssimo altar celestial!
Ave, Esposa Inesposada!

– II –

Maria Sempre Virgem,
Senhora da Criação!
Ave, Esposa Inesposada!

Ó Imaculada Esposa Virgem,
ó Puríssima Nossa Senhora!
Ave, Esposa Inesposada!

Maria, Esposa e Rainha,
fonte da nossa alegria!
Ave, Esposa Inesposada!

Venerável Virgem Donzela,
Santíssima Mãe e Rainha!
Ave, Esposa Inesposada!

Mais venerável que os Querubins,
mais gloriosa que os Serafins!
Ave, Esposa Inesposada!

És mais alta em plena glória,
que toda a hoste incorpórea!
Ave, Esposa Inesposada!

– III –

Ave hino dos arcanjos,
Ave música dos anjos!
Ave, Esposa Inesposada!

Ave, canto dos Querubins,
Ave canto dos Serafins!
Ave, Esposa Inesposada!

Ave, paz e alegria, alegrai-vos,
Ave, porto da salvação!
Ave, Esposa Inesposada!

Do Verbo santo, quarto nupcial;
Flor, fragrância da Incorrupção!
Ave, Esposa Inesposada!

Ave, deleite do Paraíso,
Ave, Vida Imortal!
Ave, Esposa Inesposada!

Ave, Árvore da Vida,
e Fonte da Imortalidade!
Ave, Esposa Inesposada!

– IV –

Imploro-te, ó Rainha,
eu te suplico!
Ave, Esposa Inesposada!

Peço-te ó Rainha da Criação,
imploro tua benção!
Ave, Esposa Inesposada!

Ó Virgem Pura Venerável,
ó Santíssima Senhora
Ave, Esposa Inesposada!

Com fervor eu te suplico,
ó Templo Sagrado!
Ave, Esposa Inesposada!

Ouvi-me, ajudai-me,
livra-me do inimigo!
Ave, Esposa Inesposada!

Intercede por mim
para que eu tenha a Vida Eterna!
Ave, Esposa Inesposada!

(Hino “Agni Parthene” ou Ó Virgem Pura, de São Nektário de Egina
(1846-1920), Arcebispo ortodoxo de Pentápole e fundador do Monastério
da Santíssima Trindade, em Egina (Grécia). A tradução é de Fábio Lins.)

A tradição diz que Nossa Senhora apareceu a São Nektário em Egina, e pediu-lhe que anotasse um hino muito particular, que era cantado pelos anjos. Era o Ó Virgem Pura. A melodia é da autoria de outro monge ortodoxo, do Monte Athos (também na Grécia), compositor de hinos. Numa visão, a Virgem pediu-lhe que assim compusesse esta obra.

[OUVIR]

Anúncios

2 respostas em “Αγνή Παρθένε.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s